terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Aero Mira

Entre os 874.592 itens (promessas) da minha lista de ano novo, voltar a escrever no blog estava entre os 10 primeiros. Já passou quase um mês, e as novidades já viraram vintage. Esse post é de algo que aconteceu há mais de 15 dias.

E em um dos únicos dias em que as nuvens escuras não dominaram os céus de São Paulo, eu finalmente ganhei meu presente (do Dan) que estava esperando um dia ensolarado: um passeio de monomotor.


Quando você entra a sensação é de um carro com asas, confesso que até achei mais confortável do que eu esperava. Decolagem tranquila, e como a velocidade é bem menor do que um avião comercial, dá para ir reconhecendo de cima alguns pontos da cidade.

Como o tempo ajudou, foi possível pegar o "caminho do mar". E aí a paisagem vai se modificando completamente, primeiro é uma profusão de prédios, depois mais casas do que prédio, depois um pouco de verde começa a aparecer no meio de um "mar" de casas, e no caminho, as casas vão ficando mais raras, o verde fica cada vez mais denso até que em poucos minutos estou de cara com a Serra do Mar, e "deu praia" (Santos - SP).








5 comentários:

Daniel disse...

Lindo vôo!!!

Polinha Köstlich disse...

minina qui frio na barriga!!
lindas nuvens, a gente so ve como elas sao fofas qdo alguem sobe pra fotografa-las

Petitinha disse...

Oi Ju,
primeiro coment no seu blog. Confesso que estava ansiosa para ler seus escritos de novo, tenho seu blog no meu blogroll e olho todos os dias à espera de novidades XD.
E que novidades essas, tudo bem ser vintage, o nosso passado nos fez o que somos!
Adoro voar, mas nunca tive uma aventura dessas. Que vistas lindas tivestes heim?
BJOKS.

Ju Fioroto disse...

Polinha as nuvens lá de cima parecem maiores ainda acredita? Mas olha o passeio é tudo de bom... vale a pena passar pelo "frio na barriga"!

Ju Fioroto disse...

Oi Petitinha... depois de ler o seu comentário agora tenho certeza de cumprir minha promessa de não abandonar mais o blog.
A vida sempre será corrida né? Mas isso não é desculpa para deixar p/ lá coisas q gostamos tanto de fazer, e no meu caso uma delas é escrever, ajuda a dar uma pausa nessa minha vida à 300km/h.
Olha vale a pena o passeio de monomotor, o piloto está ali na sua frente, e você se sente fazendo parte...

P.S. - continue comentando sempre. bj gde